Big thumb image001a
Esquiadores brasileiros e André Cintra encaram maratona de provas na Europa, América do Norte e América do Sul
03/12/2017
Ava logo cbdn
CBDN Confederação Brasileira De Desportos Na Neve

Marcado pelo grande número de largadas para os atletas das equipes nacionais em três modalidades diferentes – Ski Alpino, Ski Cross Country e Para Snowboard –, o mês de dezembro se inicia com maratona de provas internacionais. Da Colômbia até a Finlândia, brasileiros disputam desde a última quinta (30) competições válidas para a Federação Internacional de Ski (FIS) e até mesmo etapa de circuito da Copa do Mundo.

Na quinta, em contraste estiveram Michel Macedo, do Ski Alpino, e Paulo Santos, do Ski Cross Country. Enquanto Macedo disputou prova de Super G em Copper Mountain Resort (EUA) e alcançou bom resultado, com um Top 15 e 55.85 pontos FIS, Santos viajou a Bogotá (Colômbia) para disputar corrida de Rollerski e conquistar a medalha de ouro. Nesta sexta (01), ambos voltaram às pistas e obtiveram novos bons resultados. Santos, desta vez, ficou com a prata, superado pelo chileno Yonathan Fernandez, enquanto Macedo subiu para a 13ª posição em nova prova de Super G que lhe rendeu 49.02 pontos.

A sexta também foi de esforço e competições para outros sete atletas da equipe nacional de Ski Cross Country. Em Sprint realizado em Santa Caterina Valfurva (Itália), apesar de não ter avançado na qualificatória, Bruna Moura bateu sua melhor marca de pontos FIS no hemisfério norte em provas da disciplina: 297.65 pontos FIS contra 327.68. Quem também registrou importante feito foi o estreante em provas oficias Matheus Vasconcellos com 241.20 pontos. Com essa marca, ele supera a melhor estreia brasileira masculina no Sprint, que antes pertencia a Leandro Ribela (301.09).

Do outro lado do mundo, André Cintra está em Pyha (Finlândia) para a terceira parada da Copa do Mundo de Para Snowboard. Nesta sexta, o rider que busca se classificar para sua segunda edição de Jogos Paralímpicos de Inverno, encarou prova de Snowboard Cross e finalizou com a 15ª colocação. Ele retorna às pistas neste sábado para nova prova de Snowboard Cross.

“A primeira e a segunda descida foram bem difíceis. Tivemos de esperar pelo início da prova por alguns problemas técnicos, o que não me permitiu aquecer antes da descida como gostaria. Na terceira, tive um desempenho muito melhor. É importante estar bem focado, na parte mental, e melhorar cada vez mais as descidas. Vamos em busca de um dia melhor amanhã”, pontuou Cintra.

Fim de semana recheado

Nos Estados Unidos, após boa estreia na temporada em Rendezvous Ski Trails com uma 16ª colocação entre 37 atletas em Distance 5km, Jaqueline Mourão retorna para disputar provas de Sprint e Mass Start neste fim de semana, no mesmo local.

“Começamos bem a temporada no dia 25, foi-se o tempo que meus resultados eram olhados da parte de baixo para cima da lista. Terminei a prova a poucos segundos de atletas que treinam em centros nacionais norte-americanos, com a 16ª colocação entre 37 atletas. A temporada começou e com o pé direito. Foi legal o público norte-americano vir me felicitar pela prova, agora para este final de semana o formato é diferente. Sprint e Mass Start estilo clássico serão uma experiência boa! Espero evoluir bastante e melhorar meu condicionamento físico até fevereiro”, contou Jaqueline Mourão.

Além de Jaqueline Mourão, André Cintra, Michel Macedo e Paulo Santos, Isabella Springer, do Ski Alpino, retoma sua bateria de provas na Europa. Serão seis entre este sábado e o próximo dia 07. Victor Santos, Lucas Lima, Fabrizio Bourguignon, Leandro Lutz, Matheus Vasconcellos, Bruna Moura e Mirlene Picin, todos da equipe nacional de Ski Cross Country, também retornam à pista em Santa Caterina Valfurva.

Ava logo cbdn
Sobre autor
CBDN Confederação Brasileira De Desportos Na Neve

O papel principal da Confederação Brasileira De Desportos Na Neve (CBDN), que atua sobre este nome desde 1995, é representar o Brasil em todos os eventos internacionais de esportes de neve – copas mundiais, jogos olímpicos. Assim, ela é voltada para atletas profissionais, e da todo o suporte para eles tanto logisticamente quanto com dinheiro de governo federal.

A Confederação começou como um clube de skidores na epoca de 60, e até agora colabora mais com a Federação Internacional de Ski (FIS) do que com qualquer organização de snowboardista.

Apesar de foco profissional, a CBDN tambem organiza o campeonato brasileiro de snowboard aberto para o publico geral. O de 2014 foi dividido em duas etapas, em Corralco e Antillanca (Chile), e esta ultima foi parte de Nissan FIS South American Snowboard Cup. Os campeonatos organizados pela CBDN são abertos para todos brasileiros, mas não são “open” no sentido internacional.

A CDBN possui um centro de “treinamento olímpico” no Ski Montain Park em São Roque – uma instalação de altíssimo nivel, com pulos, camas elásticas e airbag, que até agora está aberto exclusivamente para os atletas da CBDN mas raramente está usado! Com um evento chegando em Julho - o Desafio Air Bag, esperamos que essa atitude vai mudar. 

As informações de atividades da CBDN tem relativamente pouca divulgação, mas é o problema comum entre as unidades snowboardistas do Brasil. Tentaremos ajudar eles o máximo possível =)

Proximo evento:
Leia mais
Ultimos blogs no ZR:

Propaganda